O que você quer ser quando crescer?

  • Digg
  • Del.icio.us
  • Reddit
  • RSS

Já houve uma época em que esta pergunta sintetizava e direcionava minhas ansiedades e ações para entrar no mercado de trabalho. Durante toda a minha vida acadêmica e mesmo depois de graduada, sempre passou pela a minha cabeça, como um fardo, a seguinte questão: O que vou fazer quando sair daqui? Por onde devo começar? Qual o melhor caminho a percorrer?

Hoje, aos 30 anos de idade, pós-graduada e com boas experiências profissionais me deparo com a mesma situação do passado, o que tem provocado algumas sensações: medo e descrença quanto ao futuro que há pouco tempo atrás me pareciam tão estável, um sentimento de insegurança que, por sua vez, suscita um problema de identificação, baixa estima, falta de energia e de motivação para começar novamente. 

Refletindo sobre esses fatos e sentimentos, tenho constatado que o medo não aparece por acaso. Poucas pessoas conseguem conhecer e definir com realismo seu perfil profissional, principalmente quando saem de uma situação profissional acomodada para uma situação nova e, portanto instável... E confesso a vocês que sou uma delas!!! 

No meu caso, preciso entrar em contato comigo mesma para encontrar alguns significados mais profundos: desaprender "verdades" e construir um novo modelo de atuação que contemple minhas perspectivas do passado, presente e futuro profissional. Sei que é um processo longo, que vai me levar a perceber novas aptidões e possibilidades, permitindo quebrar o ciclo: desemprego - baixa estima - apatia - desemprego...

Portanto, começar ou recomeçar profissionalmente podem ter o mesmo significado, pois
dependem de esforço; e aqui não conta apenas esforço fisico, mas principalmente mental 
e emocional. Também é preciso coragem, humildade, garra e sobretudo, autoconfiança. 
Acredito, ser um caminho que vale a pena, pois, além do ganho profissional, ganha-se autoconhecimento e aprendizado. 

Fonte: Line

2 comentários to “O que você quer ser quando crescer?”

  1. Letícia says:

    Line, comentei no post errado. Coloquei no certo agora, mas você precisa tirar do outro, ok?

    ***

    Uau!!!! Gostei!

    É isso mesmo!

    Acho que você pode aproveitar este momento ciclo (desemprego - apatia - baixa autoestima - desemprego) para se reinventar. Descobrir outras potencialidades. Ser outro alguém. Acreditar em outras coisas.

    Começe por aquilo que você não acredita ou não gosta. Porque não? Será que se você experimentar, não vai gostar?

    E aquilo que te incomoda. Porque me incomoda? Quero aprender a lidar com isso...

    E por ai vai!

    Parabéns querida, você vai longe! Mas antes, chegue bem perto ... perto de você ... dentro de ti!

  1. HENRIQUE says:

    Meu amor, a cada dia que passa fico mais apaixonado contigo. Você é uma pessoa melhor do que eu, mais evoluída e deve ser por isso que nos encontramos e estamos aprendendo a viver juntos. Minha admiração por você independe de sua realização profissional mas sinto como este desejo é importante. Fique tranquila pois sua hora vai chegar e não permita que ninguém apague o seu brilho, nem você mesma.

    Eu Te Amo!

    Chiari.

Postar um comentário