Utopia

  • Digg
  • Del.icio.us
  • Reddit
  • RSS

Quero voltar a confiar!  
Fui criada com princípios morais comuns: Quando eu era criança, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram pessoas dignas de respeito e consideração. Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afeto e respeito. Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade e tínhamos medo apenas do escuro, dos sapos, da velha do saco, da bruxa do campão e dos filmes de terror. Os telefones tinham disco, discava-se para alguém e depois, punha-se o aparelho no gancho pois telefone tinha gancho e fio. Estamos falando de outro milênio, é verdade mas o século passado foi ontem e isso tudo acontecia há apenas 20 anos, não mais do que o espaço de uma geração.

Hoje me deu uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos.
Por tudo o que meus filhos e netos um dia enfrentarão.
Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos.
Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos.
Não levar vantagem em tudo significa ser idiota.

Pagar dívidas em dia é ser tonto.
Anistia para corruptos e sonegadores.

Será que a vida ficou melhor?
Tudo era mais demorado, mais difícil, mais trabalhoso.
Então por que engolimos o almoço?
Então por que estamos sempre atrasados?
Então por que ninguém mais bota cadeiras na calçada?
Alguém pode me explicar onde foi parar o tempo e evolução que ganhamos?  
 
O que aconteceu conosco? 
Professores maltratados nas salas de aula,
Comerciantes ameaçados por traficantes,
Grades em nossas janelas e portas de casa,
Vidros dos carros sempre fechados,
Sair anoite e brincar na rua como antigamente nem pensar.

Que valores são esses?
Automóveis que valem mais que abraços, 
Filhas querendo uma cirurgia como presente por passar de ano.
Celulares nas mochilas de crianças.
O que mais vai querer em troca de um abraço?
Uma tela gigante vale mais que uma boa conversa.
Mais vale uma maquiagem que um sorvete. 
Mais vale parecer do que ser…

Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo?
Quero arrancar as grades da minha janela para poder tocar as flores!
Quero me sentar na varanda e dormir com a porta aberta nas noites de verão! 
Quero a honestidade como motivo de orgulho.
Quero a retidão de caráter, a cara limpa e o olhar olho-no-olho.
Quero a vergonha na cara e a solidariedade.
Quero a esperança, a alegria, a confiança!
Quero calar  a boca de quem diz:"temos que estar ao nível de", ao falar de uma pessoa.

Abaixo o  “TER”, viva o “SER”
Quero ter de volta o meu mundo simples e comum
Quero voltar a ser “gente” e resgatar o "ser humano".

Utopia? Quem sabe ... Precisamos tentar !!!
Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!

Fonte: Arnaldo Jabour

2 comentários to “Utopia”

  1. parabens por ter a sensibilidade de disponibilizar um texto tão bonito, tão rico, com significados e costumes que não temos mais.. O pior é que sabemos que por mais que tivesse sido assim no passado, onde tudo era atrasado, nem dá pra acreditar que hoje, onde vivemos eras e eras de evoluções, esses costumes tão simples são apenas bobagens e utopia para muitas pessoas.

    Bjo enorme Line!

  1. Grande Roberto, fico muito feliz em tocar um pouquinho no seu coração através de uma simples mensagem. Somos aprendizes neste mundo e a nossa missão pode ser resumida em três palavras: PURIFICAR O CORAÇÃO. Nossos "sentidos" são destraídos há todo momento, e muitas vezes ofuscam aquilo que é ESSENCIAL.
    Um abraço!
    Line.

Postar um comentário